search
top

Da queda dos anjos ao crepúsculo do mundo

Se o Brasil tem um grande motivo para se orgulhar é do crescente desenvolvimento da ficção de qualidade em sua literatura. Cada vez mais vem surgindo jovens com talento comparável aos grandes mestres do gênero fantástico para integrar a lista dos nossos bons escritores.

Hoje trazemos um destaque notável dessa lista às Resenhas do Ish: Eduardo Spohr, com sua consistente narrativa sobre o ápice do embate celestial A Batalha do Apocalipse. Leia a resenha do nosso estreante Rodrigo Oliveira e dê sua opinião sobre a ascensão da ficção brasileira de fantasia nos comentários!

 DICA: Aproveite e não deixe de participar da promoção do livro A Fada, primeira obra em nova edição da romancista – e integrante do Ish – Carolina Munhóz, ganhadora do Prêmio Jovem Escritor 2011 e Destaque Literário 2012!

“A Batalha do Apocalipse”, de Eduardo Spohr

Tempo: para ler de pouco a pouco em intervalos durante a semana.
Finalidade: para ficar na ponta da cadeira.
Restrição: para quem tem dificuldade com pontos de vista alternativos.
Princípios ativos: Anjos, Apocalipse, Guerra, Religião, Ficção Fantástica.


Quando Deus parte para seu merecido descanso no Sétimo Dia da Criação, os arcanjos assumem o papel de governar o céu e a terra até que Ele desperte. Entretanto, enciumados com a dádiva que o Senhor concedeu para os humanos – alma dotada de livre-arbítrio –, eles decidem pôr fim a raça dos homens através de grandes catástrofes, mas não obtiveram sucesso. Ao ver tantas mortes, destruição e injustiça, um grupo de celestiais se revoltou contra a tirania dos arcanjos, mas foram denunciados pelo arcanjo Lúcifer – que tempos mais tarde pôs em prática sua própria revolta contra seus irmãos –, sendo assim derrotados e banidos para a Haled (a Terra).

A_BATALHA_DO_APOCALIPSE_1230917562P

O herói da história é Ablon, o Anjo Renegado, que é um dos anjos condenados a vagar pela Haled até o dia do Apocalipse. Em uma de suas viagens pela Terra, ele conhece Shamira, a Feiticeira de En-Dor. Juntos – e às vezes separados – eles participam de várias aventuras perigosas e emocionantes, como, por exemplo, a visita de Ablon ao inferno, morada do temido Lúcifer.

O dia do Apocalipse é marcado por uma batalha sangrenta entre os celestiais, um embate extraordinário digno de um bom livro de ficção. Porém, um dos pontos fortes do livro é que a realidade não é totalmente deixada de lado. Na leitura, vemos que, embora gigantescas catástrofes não tenham conseguido seu intento de dizimar a raça humana, a própria humanidade seria a responsável pela sua destruição através da terceira Grande Guerra: uma impactante e mortal guerra nuclear.

Os extensos flashbacks, que ocupam muitas páginas em vários momentos da narração, talvez sejam, para alguns, o principal defeito do livro. No entanto, a presença dos flashbacks é indispensável para uma melhor compreensão e um melhor envolvimento do leitor com a história.

Eduardo Spohr escreveu um épico livro da literatura ficcional brasileira. Seu estilo detalhista, comparado, por alguns, com o de J.R.R. Tolkien, nos conecta perfeitamente ao enredo. Transporta-nos através da história da humanidade, em uma narração fantástica. Com um início um pouco complicado, um desenvolvimento bem traçado e um final inesperado, A Batalha do Apocalipse é um livro extremamente recomendável.

Resenhado Por Rodrigo Oliveira

586 páginas, Verus Editora, publicado em 2010.

Publicado originalmente em 2007.

Onde Comprar

Comentários

  1. Noel disse:

    Eu adorei ler A Batalha do Apocalipse, mesmo sendo um pouco cansativo.

    Parabéns ao estreante Rodrigo.

  2. Marcio disse:

    Bom, eu ainda nao li esse livro, mas pela resenha do rodrigo, atiçou minha curiosidade pela obra – parabens rodrigo’ otima resenha!

  3. Washington disse:

    Realmente A Batalha do Apocalipse é um livro adorável. Parabéns Rodrigo!

  4. Natallie disse:

    Gostei, Rodrigo. Sua resenha é enxuta, não revela nem de mais nem de menos. Confesso que histórias com anjos não me apetecem, mas só pela capa (que me lembra aquelas estátuas do filme Anjos e Demonios) dá pra ficar curiosa. E também é sempre bom valorizar o talento brasileiro. Sua primeira resenha aqui, não é? Que venham mais :)

    • Rodrigo Oliveira disse:

      Obrigado, Natallie. Realmente eu procurei não revelar muito sobre o enredo. Afinal de contas, não quero estragar a leitura de ninguém.

      Sim, é minha primeira resenha e eu espero que venham mais. ;)

  5. Talita da Graça disse:

    “Seu estilo detalhista, comparado, por alguns, com o de J.R.R. Tolkien, nos conecta perfeitamente ao enredo.”

    Já ouvi pessoas comparando o Eduardo ao autor de O Senhor dos Anéis. Eu não acho tão parecido assim os dois estilos. Na verdade, o estilo do Eduardo Spohr é algo diferente de outras coisas que são publicadas por aí. Eu gostei do livro.

  6. Katherine Dias disse:

    “Nunca jugue o livro pela capa”. Se você achou a capa épica e muito legal você pode sim jugar o livro pela capa.

  7. Cinthya Oliveira disse:

    Em primeiro lugar, parabens…
    Historia muito interessante..ja estou ansiosa para ler…
    E que seja a primeira de muitas resenhas que voce escreva, seu jeito observador me encanta..
    Tenho muito orgulho de ti.

  8. Samantha disse:

    A Batalha do Apocalipse está lá na minha estante… Na lista dos desafios de 2013, agora, com essa resenha, fiquei mais interessada em pegá-lo logo!

  9. Ana Karine Oliveira disse:

    Primeiramente, parabéns ao estreante Rodrigo pela ótima resenha.
    Já ouvi falar deste livro, porém nunca obtive a curiosidade em lê-lo, por não ser muito ligada a esses assuntos. Porém, ao ler esta resenha, principalmente este trecho: “Com um início um pouco complicado, um desenvolvimento bem traçado e um final inesperado”, atiçou uma vontade de conhecer esse ‘final inesperado’ dessa obra tão comentada.

    • Rodrigo Oliveira disse:

      É, mas para chegar no “final inesperado” tem que passar pela rua do “início complicado” e pela praça do “desenvolvimento bem traçado”.

  10. Mariana Rezende disse:

    Adorei a resenha! Com certeza, este livro irá para a minha lista de aquisições desse ano! Parabéns, Rodrigo. :)

  11. Alberto Lima disse:

    O inesperado sempre acontece; é muito difícil lidar com isso, mas temos irmãos que nunca nos deixarão de lado, seja o que for.

  12. Amanda Alves disse:

    Arrasou Rodrigo na sua resenha, concerteza o livro deve ser muito bom…:)

  13. Amanda Alves disse:

    Esse livro deve ser o máximo, pricipalmente pelas as viagens gigantescas que fazemos quando nos deparamos com uma narração tão fantástica e impactante… :-)

  14. Leticia disse:

    Otima resenha, parabens. fiquei curiosa para ler o livro ;]

  15. Clara Beatriz disse:

    Olá, adorei sua resenha.
    Amo livros que evolvam anjos, fico imaginando como este livro é, realmente ele deve ser fantástico, ou melhor, épico. Estou extremamente curiosa para ler esse livro e sua resenha me animou muita! Estou ansiosa para saber mais sobre está guerra.

  16. VALTIERE disse:

    MUITO BEM RODRIGO OLIVEIRA VOCÊ SABE REALMENTE COMO DESPERTA A CURIOSIDADE DE FUTUROS LEITORES PARA UM DETERMINADO TITULO,QUEM SABE UM DIA VOSSA SENHORIA POSSA FAZER UMA RESENHA EM ESPECIAL. RSRSRSRSRRS

  17. Heloisa Lonque disse:

    Frase promocional “A Fada”:
    “E se a tormenta dessa guerra não nos dar a dádiva de parar, minha alma oscilará de encontro a destruição, onde gigantescas fúrias se levantarão, onde os celestiais vencem e prevalecem, onde a humanidade se cala e o inesperado se ergue em um único épico, um embate final “

  18. Juliana Santos disse:

    Ler é um viagem.. São tantas viagens já realizadas! O Herói, o vilão, a guerra, a destruição. Diante tantas maravilhosas resenhas, a que mais se destaca em minha humilde opinião é a resenha de “A fada”: Acredito que deve ser uma leitura fantástica! Por isso gostaria, muito, de ganhar o livro, por estar extremamente excitada para le-lô.

    Frase para a promoção de “A Fada”

  19. Vanilda Procopio disse:

    Frase para participar da promoção “A Fada”:

    Se está procurando uma história FANTÁSTICA, com GIGANTESCAS aventuras, você precisa ler A BATALHA DO APOCALIPSE, um enredo IMPACTANTE que traz seres CELESTIAIS em um EMBATE que vai deixar você sem fôlego!

  20. Yahn Rezende disse:

    A Batalha do Apocalipse foi o livro brasileiro de ficção mais bem escrito já produzido na minha opinião. O modo como o autor desenvolve uma fábula interessantíssima e ao mesmo tempo a amarra com uma trama tão bem traçada que não sobra nem uma ponta solta me impressionou. Mas o que mais me marcou foi o final. A cada capítulo você acredita que o final será um diferente de todos os outros já pensados. E ao chegar no final verdadeiro você é surpreendido por um final totalmente diferente de tudo que havia imaginado. Eduardo Sphor está de parabéns.

  21. Juliana Nogueira disse:

    Quando me vi estava diante dA Batalha do
    Apocalipse, onde as mortes anunciadas dos irmãos de alma aconteciam uma a uma como um jogo de peças de dominó!

    Promoção A Batalha do Apocalipse

  22. Sidnei Bilnoski Kucla disse:

    Promoção “A Fada”: (frase com no mínimo três das palavras em negrito + “A Batalha do Apocalipse”)

    “Está cansado de histórias de anjos e literatura fantástica? É porque você ainda não leu A Batalha do Apocalipse, de Eduardo Spohr, que conta com um desenvolvimento extremamente impactante, tornando-se um épico da nossa literatura.”

  23. Mey disse:

    FRASE:

    A Maior DÁDIVA da HUMANIDADE é ter uma ALMA capaz de fazer VIAGENS maravilhosas e GIGANTESCAS, simplesmente tendo um livro nas mãos.

  24. Letícia Klein disse:

    Frase para promoção “A Fada”:

    Quando você está à procura de uma narrativa fantástica para ler, vem o Potterish para te dar a oportunidade de ganhar “A Fada”; porém, o resultado é inesperado: quem sairá vencedor dessa guerra de frases, antes que ela se torne A Batalha do Apocalipse?

  25. Parabéns Rodrigo Oliveira pela belíssima resenha!

  26. Parabéns Rodrigo Oliveira, Belíssima Resenha!

  27. Cinthya Oliveira disse:

    Rodrigo, veja só o que o Tio Adailton achou da sua resenha:

    “Achei a resenha excelente. O Rodrigo tem um facilidade incrível para escrever.

    Teve o cuidado de comentar em termos mais técnicos e de uma forma que deixa o leitor da resenha curioso pela obra e não com o desejo de não lê-la devido já ter lido os pormenores. Este é um cuidado que poucos tem na resenha.
    Muitos acham que resenhar é contar o livro que leu ou o filme que assistiu… Nada disso. Resenhar, é dar uma conotação resumido sobre a obra, sintetizando o conteúdo e deixando clara a mensagem que nos é dada. Exatamente isto que o Rodrigo fez.

    Parabéns para o Rodrigo!!!
    Muto boa!!!”

  28. […] Para quem não conhece o spohrverso, “Anjos da Morte” é o segundo livro da série “Filhos do Éden”, que por sua vez é ambientada no mesmo mundo ficcional do best-seller “A Batalha do Apocalipse”. […]

  29. […] depois das portas das Livrarias Curitiba terem fechado. Se você quer ter seus exemplares de “A Batalha do Apocalipse” e “Filhos do Éden” autografados, corra no blog do Eduardo e veja os eventos de divulgação […]

  30. Laís disse:

    Ótimo Livro, no começo realmente é um pouco confuso, porém deixa o leitor preso no enredo, ele instiga, e faz com que devore as páginas ! Parabéns pela resenha Rodrigo Oliveira!

Deixe um comentário

top