search
top

[Resenha] Um conto de fadas que não podia ser mais atual.

Nota do resenhista: Branca de Neve sempre foi considerada a mais bela do reino. Ao perder a esposa, o rei fica inconsolável, mas a voz doce e beleza de uma jovem estranha o fazem se sentir feliz de novo. O casamento está marcado, mas o que deveria ser um acontecimento feliz se transforma em tragédia quando a nova rainha se revela uma bruxa vingativa, sedenta de poder e acima de tudo, ansiosa para se tornar eternamente bela.



   Tempo: Para ler de um tiro só no fim de semana.

   Finalidade: Para pensar.

   Restrição: Para quem não gosta de perder tempo com coisas moderninhas.

   Princípios ativos: Branca de Neve, Conto de fadas, Beleza, Rainha, Imortalidade.


Branca de Neve e o caçador, de Lily Blake.

 

O rei está completamente arrasado com a morte de sua rainha. Quando seu exército derrota um inimigo sombrio, ele descobre uma bela mulher prisioneira. Pela primeira vez desde a morte de sua esposa, o rei se sente feliz novamente. Encantado pela beleza da estranha, ele resolve se casar com ela. O reino se torna festivo novamente, e Branca de Neve recebe de braços abertos a nova esposa de seu pai. Na noite de núpcias, no entanto, Ravenna revela sua verdadeira face: ela mata o rei e faz com que seus soldados, comandados por seu irmão, invadam o reino. Dentre tantas mortes, ela resolve poupar Branca de Neve, mantendo a prisioneira. Por dez anos, a princesa vive em uma masmorra, observando sem poder fazer nada no que o reino de seu pai se tornou. Um dia, ela consegue fugir. A rainha, enlouquecida, pois ela quer a beleza de Branca de Neve para se tornar para sempre a mais bela, manda o caçador Eric encontrá-la na Floresta Sombria. Mas quando o caçador encontra a princesa, ele não cumpre o combinado, descobrindo que foi enganado pela rainha. Durante sua fuga, Branca de Neve se transforma, e resolve lutar por seu povo. Com a ajuda de Eric, dos anões e de seu antigo amigo de infância William, ela declara guerra a Ravenna.

Uma nova versão, totalmente diferente do que estamos acostumados. Se você pensa que irá encontrar aquela princesa da Disney que vive cantando e suspirando por seu príncipe salvador, pode esperar sentado. Nessa versão, cujo livro foi inspirado no filme homônimo, Branca de Neve assume o papel de guerreira, aquela que irá lutar contra a rainha má para recuperar o reino de seu pai. Aliás, quem realmente chama a atenção é justamente a rainha, Ravenna. No decorrer da história, o leitor é apresentado a sua vida e descobre seus traumas. É interessante perceber que ela não era má, mas se tornou vingativa por situações que viveu no passado. O caçador também foi uma surpresa (muito boa, aliás), e o príncipe encantado, na verdade, se torna mero seguidor. A líder é Branca de Neve. Livro muito recomendado.

Resenhado por Natallie Alcantara.

*Título original: Snow White and the huntsman.
208 páginas, Editora Novo Conceito, publicado em 2012.

Comentários

  1. Pedro Martins disse:

    Eu já assisti esse filme, o novo mesmo, com a Kristen Stewart, adorei o filme. Como você disse na resenha, o filme é totalmente diferente da versão antiga, melhor em minha opinião, com mais ação. E no livro não deve ser diferente!

Deixe um comentário

top