search
top

[Resenha] Pecados dos pais.

Nota do resenhista: Wayne de Gotham é uma história sobre o presente e o passado, e sobre uma investigação que envolve duas gerações de uma família poderosa com segredos obscuros. Velhos inimigos voltarão… Novos inimigos surgirão… E o Cavaleiro das Trevas fará descobertas em sua batalha incansável pela verdade.




   Tempo:  Para ler de um tiro só no final de semana.

   Finalidade:  Para ler uma boa história de super-herói.

   Restrição:  Para quem não gosta de super-heróis e longas descrições.

   Princípios ativos:  Segredos de família, justiça, assassinatos.



Wayne de Gotham, de Tracy Hickman

Bruce Wayne, que já não é tão jovem, continua combatendo o crime. Não sabe quem é Bruce Wayne? Mas certamente você conhece Batman.

A privacidade é algo que Bruce preserva com bastante cuidado, principalmente após a morte de seus pais, Thomas e Martha Wayne, quando foi obrigado a assumir o controle do patrimônio construído por sua família. Dividido entre algumas questões empresariais e acerto de contas com vilões já bem conhecidos, a vida de Wayne é um mistério para os habitantes e para imprensa de Gotham, criando um verdadeiro comércio de suposições e imagens desfocadas sobre o paradeiro do herdeiro.

“Uma identidade… Um pseudônimo… Quem devo ser hoje?”

Para se manter longe dos olhares curiosos, Bruce investe num sistema de segurança único e, é claro, conta com a ajuda do fiel mordomo Alfred Pennyworth, que exerce ainda a função de assessor de imprensa. Os Pennyworth trabalham para a família já há muito tempo, conquistando a confiança e os segredos que estão por trás das empresas e atitudes filantrópicas dos Wayne. Segredos que vieram à tona por meio de cartas, diários, fitas, que contam a parte obscura da história dos seus pais desconhecida até mesmo pelo próprio Bruce.

O Cavaleiro das Trevas, entre lutas e contratempos, começa a reunir os fragmentos do passado e descobre que sua relação com o submundo tem raízes bem profundas. Seu pai, Thomas, junto com o médico e pesquisador Dr. Ernst Richter, foram os responsáveis por criar o Projeto Elísio, que tinha como objetivo mudar a conduta de criminosos através de um vírus que afetaria o comportamento. Porém, os resultados foram além do esperado e os pacientes infectados adquiriram força, agilidade e melhor raciocínio, tornando-se autores dos maiores assassinatos da história de Gotham.

Mas, por que só agora tudo isso está sendo revelado? Ou melhor, por que não entregar tudo aos jornalistas e acabar de vez com a reputação da família Wayne ao invés de sair deixando pistas e instigar o próprio Bruce a buscar as respostas? Só alguém muito próximo seria capaz de conhecer tão bem esses segredos. É melhor manter os inimigos por perto.

“Você nunca saberá os esquemas que eles tramaram ao redor de você… Para cobrar todas as dívidas de seu pai há muito atrasadas…”

Esse livro, assim como “Os últimos dias de Krypton”, também da editora Fantasy, faz parte de um novo estilo que inclui famosos heróis dos quadrinhos em livros de romance. E se você, assim como eu, é novo nesse universo não se preocupe, pois o autor oferece todas as informações necessárias para o entendimento da história, não deixando a desejar. O interessante desse livro é a maneira como a história vai se construindo aos poucos, a relação entre passado e presente que inicia, um pouco confusa, se mostra no final completa e bem encaixada. É importante também ressaltar a beleza física do livro e a boa qualidade do material. Uma ótima aquisição para os apreciadores do Cavaleiro das Trevas.

Resenhado por [Rafael Duarte]

270 páginas, Editora Fantasy, publicado em 2013.
*Título original: Wayne of Gotham.

Comentários

  1. Pedro Martins disse:

    Eu li e adorei “Os Últimos dias de Krypton”, era totalmente leigo na história e o autor me apresentou tudo, fazendo até eu me apegar a alguns personagens e odiar outros (General Zod HAHAHA). Pretendo ler “Wayne de Gotham” também, e fico feliz em saber que o autor nos oferece tudo para entender a história!

Deixe um comentário

top