search
top

[Resenha] A queda pelo Poro

Nota do resenhista Will achou que estava mergulhando para sua morte. Mas seu papel nessa história ainda não acabou. Ao descobrir que existe ainda muita coisa a ser descoberta bem mais fundo na Terra, ele e seus amigos enfrentam novos perigos. Além da sua irmã nojenta, que não parece desistir de caçá-lo.



   Tempo: para ler em uma semana.

   Finalidade: para ficar na ponta da cadeira.

   Restrição: para quem não gosta de muitos detalhes e descrições.

   Princípios ativos: Mistério, Escavações, Subterrâneo, Aventura, Ficção.


Vertigens, de Roderick Gordon e Brian Williams.

Will ainda não acredita no que aconteceu. Ele e Chester encontram Elliot, que está bastante machucada. Após dar adeus ao seu irmão, eles acabam encontrando outra fugitiva: Martha, que os ajuda e os leva para a cabana onde vive. Lá, ela cuida de Elliot, mas teme que a menina não sobreviva. Will ainda não esqueceu o Dominion e o plano das gêmeas de acabar com as pessoas na Crosta. Enquanto isso. Dr. Burrows encontra as gêmeas e descobre uma parte da história toda. Na Crosta, a sra. Burrows se empenha em descobrir o paradeiro do marido e dos filhos. Ela acaba tendo ajuda de Drake. De volta ao Dr. Burrows, ele encontra Will, ao mesmo tempo em que o menino descobre que foi novamente enganado pelas gêmeas. Forçado a se separar de Chester, Martha e Elliot, ele e o pai conseguem voltar pra Crosta e explicam toda a verdade para a sra. Burrows. Novas despedidas, torturas piores, um passado descoberto e, enfim, o castigo merecido deixam Will viver um tempo de repouso. Mas nada está tão calmo quanto parece.

Depois de Profundezas, eu fiquei louca para ler Vertigens. Logo pela capa, dá para perceber que o que eu esperava que acontecesse não acontece realmente. Mesmo assim, eu fui logo ler, ainda sem acreditar no final do livro anterior. Depois de me acostumar com a situação, comecei a apreciar a leitura. Uma coisa que me irritou na história foi o fanatismo do Dr. Burrows em receber os créditos por todas as descobertas que hava feito. Torci muito para ele levar farelo, principalmente quando ele não acreditava que os Styx eram uma ameaça verdadeira, sempre perdido em devaneios. De resto, eu gostei. Fiquei meio confusa com o final, porque mesmo sabendo que a calmaria não iria durar (já que ainda tenho 3 livros pra ler da série), eu não imaginava que mais algum problema poderia acontecer. Simples engano. Totalmente recomendo.

 

 

Resenhado por Natallie Alcantara.

 

588 páginas, Editora Rocco Jovens Leitores, publicado em 2012.

*Título original: Freefall.

*Tradução: Ryta Vinagre.

Deixe um comentário

top