search
top

[Resenha] A essência do amor perfeito.

Nota do resenhistaHelena ama Demétrio, que ama Hérmia, que ama Lisandro. Quando esses quatro jovens apaixonados se encontram na floresta, o rei dos duendes decide ajudá-los, mas o que deveria ser o final feliz se transforma em uma grande confusão de desilusões e descobertas amorosas.



   Tempo: Para ler de um tiro só no final de semana.

   Finalidade: Para se divertir.

   Restrição: Para quem não gosta de triângulos amorosos.

   Princípios ativos:  Romance, Shakespeare, Triângulo amoroso, Feitiço, Flor.


Sonho de uma noite de verão, de William Shakespeare.

Hérmia e Helena sao grandes amigas, mas Demétrio, por quem Helena está apaixonada, ama Hérmia. Esta, por sua vez, ama Lisandro. Outro “fator” contra o romance de Hérmia e Lisandro é o pai dela, que não aprova. Ele queria que ela casasse com Demétrio. Lisandro quer viver o romance, então sugere que eles fujam, mas Hérnia acaba contando sobre sua fuga para Helena, que conta para Demétrio. Assim, os quatro jovens, de maneira tortuosa, acabam se encontrando na floresta, onde habitam seres encantados. Mas a hora é péssima, pois as fadas e os duendes estão em discórdia, e os jovens acabam sofrendo as conseqüências disso. O rei dos Duendes, vendo o amor não correspondido de Helena por Demétrio, manda seu servo usar nele a essência do Amor-Perfeito, uma flor que tinha o poder de fazer a pessoa se apaixonar pela primeira criatura que visse. A confusão começa quando o servo coloca a essência nos olhos da pessoa errada…

Nunca fui fã de Shakespeare. Todas as resenhas de livros do autor que fiz até hoje foram para desafios literários, ou seja, leitura obrigatória. No entanto, sempre tive curiosidade sobre essa história. Nunca havia lido, então foi uma bela surpresa. Na verdade, a primeira vez que soube sobre essa história foi quando lia uma versão dela adaptada para um gibi do Tio Patinhas (Brigitte, apaixonada pelo pão-duro, estava cansada de tentar conquistá-lo. Até Maga Patológica aparecer no caminho dela para lhe entregar a flor poderosa, tudo em um plano para conseguir pegar a moeda número Um do pato milionário). Como tudo relacionado a Disney, eu adorei e procurei saber mais sobre a história. Então adorei o livro. Apesar de estar enjoada de livros com confusões sentimentais, esse estranho triângulo amoroso faz com que o leitor acabe torcendo para todo mundo ficar feliz (o que não é comum em situações como essa…) Recomendo.

Resenhado por Natallie Alcantara.

143 paginas, Editora Martin Claret, publicado em 2005.
*Titulo original: A midsummer night’s dream

Deixe um comentário

top