search
top

Livros e novas tecnologias

Com o aumento e melhoria das novas tecnologias, bem como, a sua massificação existem alguns aspectos, objectos e até tecnologias passadas que se tornam obsoletas e muitas vezes came mesmo em desuso.

Existem alguns exemplos flagrantes como o andar com máquinas fotográficas atrás de si, o ter álbuns de fotos, o ter aparelhos para ouvir música e as famosas cassetes ou cd’s para se conseguir ouvir as misturas criadas por si ou a banda que mais gostava e inclusive os livros.

Isto porque os smartphones e tablets que existem hoje a disposição do público tem cameras fotográficas muito potentes, grande capacidade para armazenar e ouvir música e inclusive apps para ter acesso a rádios e bases de dados com milhões de músicas e até várias apps para poder baixar e ler livros, sendo que, em vários casos, existem muitos exemplares gratuitos.

No entanto, o que podemos apurar hoje é que nestes casos em que para quem não liga muito a este tipo de artigos, de facto, eles se tornaram obsoletos com a entrada em cena de tablets e smartphones e as suas aplicações.

Mas, pode-se constatar hoje em dia que, quem gosta mesmo de fotografia vai querer andar com uma máquina fotográfica para poder tirar as melhores fotos possíveis e poder editá-las com muito mais qualidade, por exemplo, e também ter as fotos reveladas em álbuns ou molduras. Relativamente a música muitas pessoas possuem mesmo um mp4 ou iPod para o efeito por se tratar de algo que podemos levar para o ginásio ou para uma corrida ou passeio de bicicleta, por exemplo, e são muito mais resistentes, portáteis e fáceis de arrumar ou transportar para esses efeitos e então, nesses casos, também não dispensam o uso de outros aparelhos além do smartphone.

No que diz respeito a livros então a diferença é gritante porque, para quem gosta de ler, nada substitui o prazer de ter um livro fisicamente nas mãos, é muito mais fácil de ler e inclusive em termos de colecionar faz uma grande diferença para quem gosta mesmo de ler e ter os livros em seu poder, da mesma maneira que quem gosta mesmo de uma banda continua a comprar o cd e a manter para a sua coleção pessoal.

E, por isso, nestes aspectos não assistimos em nada a diminuição de vendas de livros. Aliás com o aparecimento destas aplicações até assistimos a um aumento da venda de livros físicos e mesmo virtuais ou e-books. Isto porque se é verdade que muitas apps disponibilizam o acesso a vários livros de forma gratuita, os principais livros ou os mais desejados apenas se pode ter acesso a um pequeno excerto do mesmo o que faz com que as pessoas acabem por os ir comprar a uma livraria ou pagam para ter o livro em formato digital no seu tablet ou smartphone.

Outro aspecto que tem que se ter em conta é que, apesar de quem gostar de livros continuar a preferir ter o livro fisicamente, se sabe que este meio é muito prático, portátil e cómodo. Isto porque, muitas vezes quem vai de férias seja por espaço, por excesso de peso nas malas, ou ainda para simplesmente não ter de ir comprar o livro a uma livraria, o que faz aumentar um pouco o preço do livro para a pessoa que compre (embora nem sempre considerem isto) e poder estar esgotado ou, em alguns casos, ser muito caro, o facto de o poder fazer em poucos minutos no conforto da sua casa ou em viagem, muitas vezes, ajuda bastante. Como, por exemplo, para estudar, excluindo, assim, de comprar e trazer vários livros atrás de si, que além de aumentar e muito a despesa para um estudante torna-se incómodo e complicado de gerir com a quantidade de livros que é pedida e assim conseguisse consultar tudo mais facilmente.

Nestes aspectos, a inovação tecnológica veio trazer, de facto, vários benefícios e seja para ler, ouvir música, tirar fotografias em qualquer momento, e muitas outras actividades como jogar, poder ver um filme ou série em qualquer lado e poder estar sempre actualizado e a consultar todas as novidades nas redes sociais é sempre um bónus e torna-se bastante apelativo. Inclusive no caso de jogos de casino online, por exemplo, isto ajuda a eliminar barreiras onde os jogos fisicamente estao proíbidos. Como por exemplo, no caso do Brasil e em particular durante o Campeonato do Mundo que se sabe que vários turistas que irão estar no país devido a este evento, em muitos desses casos este tipo de jogos e apostas faz parte da cultura destes países e como são proíbidos fisicamente esta é sempre uma boa e prática alternative.

Podendo gostar ou não das alterações que estas inovações tecnológicas trouxeram a verdade é que são muito práticas, facilitam a vida de quem as usa e tornaram-se praticamente imprescindíveis nos dias que correm. Ainda assim, não acabam com o tradicional e muito menos com a cultura que, em alguns casos, apenas teve que pensar numa maneira criativa de se reinventar.

Por Francisco Mendes

Deixe um comentário

top