search
top

[Resenha] O que você faria pela pessoa que você ama?

Nota do resenhista “Também te amo, meu bem. Te amo.
O braço dele se moveu, primeiro hesitante na direção do cinturão pendurado, procurando a arma no coldre.
Uma ultima chance…
Olhei para os olhos do meu marido. A duração de uma batida do coração.
Quem você ama?
Tomei uma decisão. Coloquei o cinturão sobre a mesa da cozinha.
E ele pegou minha SigSauer e começou a atirar.”



   Tempo: De 2 a 3 dias.

   Finalidade: Para entreter e refletir.

   Restrição: Para ler de um tiro só no final de semana.

   Princípios ativos: Romance Policial, Investigação, Suspense, Ação.


Sangue Na Neve, de Lisa Gardner.

A policial Tessa Leoni acabou de matar seu marido, Brian Darby, com três tiros usando sua arma de trabalho, na cozinha de sua casa. Ela diz que o que fez foi por legítima defesa, pois aparentemente, sofria com os ataques de fúria de seu marido que sempre deixava hematomas em seu corpo. A policial simplesmente assumiu a culpa pelo corpo estendido no chão e a Detetive D.D. Warren tem á sua frente, aparentemente, uma briga doméstica. Porém, ao iniciar a investigação, D.D. terá muitas surpresas ao se deparar com o passado da jovem policial e, afinal de contas, onde está a filha de seis anos da policial, Sophie?

Além de ter que enfrentar problemas pessoais que nunca pensou que enfrentaria, D.D. dá o melhor de si e mergulha fundo no caso em uma busca frenética pela criança que desapareceu.

Ao descobrir que “Sangue na Neve” faz parte de uma Série da Detetive D.D. Warren (composta por 7 livros), fiquei decepcionado.Achava que deveria ler os volumes anteriores para que eu pudesse compreendê-lo. Eu estava errado. Apesar de o livro fazer parte de uma série, não há necessidade de ler os livros em sequencia, pois cada livro trata de um caso diferente do outro e, portanto, esse caso é encerrado nesse mesmo livro.

A história tem como tema principal investigação, que é centrado em dois personagens: o acusado, Tessa Leoni, e a detetive D.D. Warren. Tudo começa quando uma policial mata o marido na cozinha de sua casa. D.D. Warren e seu colega de trabalho Bobby, são encarregados de cuidar da investigação desse crime, que além do homicídio, conta também com o sumiço da filha do casal, Sophie. Eles devem correr contra o tempo se quiserem encontrar a menina ainda viva.

A autora escreveu uma história que consegue prender o leitor, fazendo-o ler até que tenha chegado á ultima página. O texto é direto, de forma que dá pra entender tudo o que está se passando sem ficar confuso. Ela utiliza uma linguagem comum, o que facilita muito mais a compreensão da narrativa, que acaba se tornando uma leitura leve e empolgante.

Os personagens são muito cativantes. Temos Tessa Leoni, uma mãe que ama muito a filha e que assume que matou o marido. A personagem se mostra uma pessoa muito inteligente e sagaz, e isso permite que ela fique um passo a frente dos envolvidos no assassinato. Conhecemos seu passado e conforme ela vai narrando, descobrimos, além de fatos do seu passado, o que ela sente, pensa e porque ela fez o que fez. A autora faz isso sem entregar a verdade que intriga tanto o leitor: ela é culpada ou não?

Também temos Sophie, uma garota muito linda e fofa que ama a mãe mais do que tudo no mundo e que também tem uma característica muito forte que herdou da mãe. Ela é uma menina corajosa e muito forte (não fisicamente). Além delas, o marido de Tessa, Brian Darby, também é um ótimo personagem que, conforme vamos conhecendo-o no passado da esposa, nos faz ficar com a pulga atrás da orelha imaginando diversas possibilidades da causa de sua morte, pois ficamos sabendo dos “podres” deles dois.

Tessa divide seu papel de personagem principal com a detetive Warren, uma pessoa que ama o trabalho e que também é muito exigente. Por ela estar passando por um momento especial na sua vida pessoal, ela fica sem vontade de resolver o caso que envolve o desaparecimento de Sophie. Mas como é seu trabalho, ela faz de tudo para encontrar a garotinha. Seu colega de trabalho é uma ótima pessoa que a acompanha sempre no trabalho e que entende o que ela está passando e a apoia da forma que apenas um verdadeiro amigo é capaz de fazer. Muitos outros personagens presentes no romance são cativantes, mas estes são os que mais se destacam.

A narrativa é alternada entre a detetive Warren, em terceira pessoa, e entre a policial Leoni, em primeira pessoa. Além dessa alternação, há também a linha temporal. Enquanto vemos o que acontece com a investigação no presente, vemos também Tessa com suas recordações do passado que fornecem pistas para o leitor. Esse tipo de narrativa torna a leitura muito rápida, pelo fato de os acontecimentos irem se conectando. Esse livro é daqueles que nos fazem raciocinar juntamente dos personagens com o objetivo de participar da investigação e resolver o caso. A autora escreveu o livro de uma forma espetacular.

A parte física do livro é ótima e a Novo Conceito está de parabéns. A capa mostra um homem de preto com um chapéu que caminha pela neve e ao fundo estão duas arvores. Eu diria que revela muito pouco sobre o que acontece no livro. O título original é “Love You More”, que traduzido literalmente ficaria “Amo Você Mais”. O fato de a editora colocar o título “Sangue na Neve” é bem interessante, pois chama muito mais a atenção por ser um livro de Romance Policial, já a versão original do titulo não causa esse mesmo efeito e dá a impressão de ser um livro apenas de Romance. Porém ambos os títulos estão relacionados com a história. A diagramação do livro foi muito bem feita e não encontrei nenhum erro ortográfico.

Esse foi o segundo livro com o tema Romance Policial que li e confesso que gostei muito, por ser uma trama bem desenvolvida e inteligente que nos surpreende á cada capítulo. Não tenho nenhum ponto negativo para falar desse livro. Ele me surpreendeu muito e me deu uma vontade imensa de ler outros títulos da autora.

Para terminar, devo dizer que esse livro é altamente recomendável para aqueles que gostam de um romance policial e de uma boa dose de mistério. Você fica preso no livro e só o larga depois que descobre toda a verdade, ou seja, quando o livro termina. Espero que gostem do livro e também que tenham gostado da resenha.

Resenhado por [Erik Alexsander Nogueira].

409 páginas, Editora Novo Conceito, publicado em 2013.
*Título Original: Love You More.

Comentários

  1. Brenda disse:

    Muito interessante o livro, o que mais me surpreendeu é que por ser um livro de romance e mistério, que envolve assassinato e o sumiço de uma criança, não tenha ficado confuso como é citado na resenha.
    Dois tipos de narração é uma novidade neste gênero, assim como a linguagem mais coloquial, fazendo com o leitor participe da leitura e tenha um outro nível de envolvimento com o passar do enredo da história.

Deixe um comentário

top