search
top

[Resenha] Das drogas para as garras de um felino

Nota do resenhista: [rating=5]Um livro que fez sucesso no mundo inteiro devido à história entre James e seu gato chamado Bob. Isso mesmo! É uma história real. O livro retrata os acontecimentos da vida de James quando dependente das drogas e seu encontro com o bichano, que passa a ser seu melhor amigo e o ajuda a sair do mundo de entorpecentes. Juntos, eles passaram por diversas aventuras da mais simples até a mais tocante e profunda, que ao serem lidas irão ensinar ao leitor muitas lições de vida.



   Tempo: Para ler numa tarde.

   Finalidade: Para pensar, se emocionar e rir também.

   Restrição: Quem não gosta de autobiografia em forma de história, quem não gosta de animais, e quem não gosta de reflexão..

   Princípios ativos: Força de vontade, mudança de vida, gatinho Bob, simplicidade e emoção.


Um Gato de Rua Chamado Bob – Por James Bowen

Depois de muito tempo morando nas ruas James acaba adquirindo uma “habitação vulnerável”, que seria o equivalente a uma moradia bancada pelo governo para moradores de rua. Um dia, ele volta ao pequeno apartamento depois de um exaustivo dia de trabalho (tocando música na região de Covent Garden, Londres) quando encontra um gatinho alaranjado no corredor do prédio. Ele chega a fazer um carinho, mas decide não ficar de chamego por achar que o gato tem dono, e também pela situação precária em que vive.
No dia seguinte, quem está lá? Bob… E James então resolve perguntar ao dono do apartamento mais próximo se o gato era dali. Obviamente, a resposta é não. Então, ele resolve levar o felino ao seu apartamento. A partir daí a história se aprofunda no relacionamento dos dois e Bowen conta como a entrada do bichinho de estimação foi tão importante em sua vida e para a sua recuperação total das drogas.
O livro em si tem uma leitura bastante leve e é narrado em primeira pessoa, já que se trata de uma história real vivida pelo próprio autor. Pode se encaixar em uma autobiografia por retratar a vida do mesmo, mas o livro é muito mais que isso e sua estruturação é como se fosse uma história, engraçada e cheia de lições de vida.
Ao ler este livro, eu percebi a importância das coisas simples para nos levar a um momento de reflexão. Também compreendi que muitas vezes somos egoístas e pensamos apenas em nosso bem, sem olhar o que (e quem) está ao nosso redor. Foi uma leitura cativante. Para quem ama gatos, como eu, será melhor ainda. Vale lembrar que só porque o livro fala sobre um gato e seu dono, não quer dizer que quem não goste de felinos não deverá ler o livro, pelo contrário, o livro não se reduz a isso!
Super recomendo a leitura, pois é um livro rápido de ler, e apesar da simplicidade, tem profundidade, principalmente, na forma como o James descreve e transmite as emoções do gatinho Bob e como isso provoca mudanças no modo como a vida é vista pelo autor.

Resenhado por [Jânio Almeida].

234 páginas, Editora Novo Conceito, publicado em ano 2013.
*Título Original: A street cat named Bob.

top