Os fãs brasileiros da série “The Walking Dead podem se animar, pois a HQM (responsável pelos lançamentos nacionais dos gibis da série) anunciou que a partir da edição 13 a distribuição passará a ser quinzenal. De certa forma, pelo menos.
Na realidade, as duas edições mensais de The Walking Dead chegarão ao mesmo tempo às bancas, e não uma a cada quinze dias, como seria o convencional.
Dessa forma, os arcos de história seguirão o mesmo padrão das edições americanas, sendo fechados a cada 3 meses, diferentemente dos 6 meses praticados aqui no Brasil.
Mas é importante lembrar que nem tudo são flores, já que devido à essa mudança as revistas receberão um aumento de R$1,00, passando a custar R$4,90. Não que isso seja um motivo para alarde, já que além de as versões distribuídas no Brasil serem produzidas com um papel de melhor qualidade do que a revista americana, o preço aqui encontrado ainda é mais barato, sendo que a versão americana custa US$2,99 (algo em torno R$6,60).

A empresa se pronunciou em relação a essa alteração de preço:

“O motivo maior foi o aumento do desconto comercial efetuado pela distribuidora sobre as edições vendidas. Quando a revista foi lançada, o desconto por edição vendida era de 52% sobre o preço de capa. A partir de abril, o desconto passou a ser de 53,84% sobre o preço de capa. E a partir de julho, o desconto passou a ser de 56,33% sobre os exemplares vendidos. Desde abril a editora vinha tentando absorver estes custos, mas por conta da alta do dólar e ao reajuste de insumos gráficos fomos impedidos de segurar o preço da revista por mais tempo.”

Também foi anunciado pela editora que em breve será lançado no Brasil o primeiro volume encadernado em hardcover (capa dura) contendo as doze edições iniciais da série, e terá como nome de capa “The Walking Dead”. Apesar desta nova edição, a empresa não deixará de publicar os encadernados em capa mole, com nome “Os Mortos-Vivos”.

Fonte