Selecione a página

O segredo mais bem guardado da História

Muitos autores contemporâneos têm investigado e feito descobertas interessantes – tanto quanto duvidosas – sobre o mundo religioso e as narrativas católicas. A seção de Resenhas traz hoje a obra de uma jornalista que criou um romance sobre a polêmica Maria Madalena.

Confira aqui a resenha de Debora Rezende sobre “O Segredo do Anel”, de Kathleen Mcgowen, um livro que usa o mistério para envolver o leitor, mas fugindo dos modismos típicos desse tema.

Já fez sua sugestão para esta seção? Clique aqui e mande sua dica!

“O Segredo do Anel”, de Kathleen Mcgowan

tempo Tempo: para ler pouco a pouco em intervalos durante a semana
indicacao Finalidade: para pensar
restricao Restrição: para quem tem dificuldade com pontos de vista alternativos
principio Princípios ativos: mistério, cristianismo, pesquisa, história, misticismo

Quando a jornalista e escritora Maureen Paschal embarca em uma viagem a fim de obter material de pesquisa para seu livro, tudo o que ela menos esperava era se deparar em meio ao maior segredo do cristianismo. Pesquisando sobre as personalidades femininas difamadas pela história ao longo dos séculos, Maureen percorre as ruas de Jerusalém, visita as catedrais de Paris e passa pela região do Languedoc. Tudo começa quando a jornalista se sente misticamente atraída por um curioso anel, que a leva diretamente para um castelo em Languedoc, onde Maureen se vê obrigada a abandonar seu ceticismo e aceitar seu destino como a Escolhida para desvendar o mistério dos evangelhos perdidos de Maria Madalena.

barra

o segredo do anel

Para aqueles que questionam se os fatos apresentados pela Igreja Católica são mesmo verídicos, livros como “O Segredo do Anel” podem fundamentar teorias e alimentar a imaginação, uma vez que ressaltam justamente o lado humano de Jesus Cristo. No livro, é debatido o fato de Maria Madalena não ser a prostituta que as histórias bíblicas, como nos contam, mas sim a esposa e mãe dos filhos de Jesus.

Aqueles que acreditam no Legado de Maria Madalena entendem que os descendentes de Cristo estão até hoje circulando entre nós. Onde estão os evangelhos e o que eles contêm são somente algumas das questões levantadas pela autora ao longo do romance. Com uma leitura simples e de fácil entendimento, o livro o levará o leitor a um mundo repleto de curiosidades e descobertas fascinantes.

Kathleen Mcgowan empregou 20 anos de pesquisas sobre personagens históricas cuja imagem fora deturpada. Jornalista e escritora, com uma incrível capacidade de questionar e investigar, toda semelhança com sua personagem não é mera coincidência. A intenção inicial da autora era de escrever um livro de não-ficção que revelasse o papel de fato importante que algumas das mais notáveis personalidades femininas tiveram na história.

No entanto, se o projeto inicial fosse mantido, Kathleen não poderia revelar ao público algumas de suas melhores e maiores descobertas. A resposta a essa modificação não poderia ser mais positiva: há quem diga que o livro de Mcgowan é um best-seller que foge do modismo que gira em torno de seu tema central.

Resenhado por Debora Rezende

429 páginas, Editora Rocco, publicado em 2006.
*Título original: “The Expected One”. Publicado originalmente em 2006.

Onde Comprar

Sobre o autor

11 Comentários

  1. Mariana

    Já ouvi falar desse livro, mas nunca demosntrei interesse em lê-lo. Agora, vou ler, parece ser um livro interessantíssimo, instigante, e maravilhoso. Ótima resenha, Deb.

    Responder
  2. Dallan Costa

    Eu ñ vou perder meu tempo lendo heresias como essa e o código da Vinci.
    Q tem como objetivo ganhar dinheiro a custa de ilusões q instigam as pessoas a acreditar no q é errado e sem base. :x .
    I

    Responder
  3. Dallan Costa

    MAs gostei da resenha, parabéns

    Responder
  4. Priscila

    ‘Dallan Costa’, com todo o respeito, mas sem base é o que você disse :] Tanto pode ter acontecido da maneira como você acredita como da maneira apresentada no livro, quem sabe? Afinal, nunca conheci alguém que estivesse lá para ver ^^ Acorda.

    Responder
  5. Alan

    Muito interessante, porém confunde as cabeças leigas daqueles que nada entendem. Rende muito interesse falar de religião mesmo em um tempo tão racional como o nosso. Isso mostra que a sede pelo transcendental continua, em suas diferentes formas. Esse romance tem o mesmo teor de O Código Da Vinci, difunde elementos fictícios e verdadeiros, o que acaba por confundir. Devemos ser críticos a ponto de descobrirmos o que é verdadeiro do falso.

    Responder
  6. Beagle do Parque.

    Resenha está ótima. Sobre A obra, só posso dizer que dos três especialistas de oxford, que já li, qua não são católicos, e inclusive não convictos do cristianismo, nenhum deles encontra fundamento para muitas da teorias dos best sellers sobre Maria Madalena. E só pra constar a muito tempo a Igreja católica corrigiu o equivoco propagado entre os fieis, sobre o fato de Maria Madalena ser prostita. A Igreja só afirma três coias sobre ela. A duas primeiras que estão textaulemte no Evangelho: Que o Senhor expulsou sete demônios dela e que ela o ajudava com seus bens, como outras mulheres, e a terceira é que ela é Santa.

    Responder
  7. Darllan Costa

    Priscila, não é meu objetivo discutir assuntos religiosos em um blog de HP.
    Mas quando eu digo sem base, quero dizer q ñ há provas concretas e só achismos fantasiosos.
    O q eu acredito tem base em Vários escritos, além da bíblia, e documentos de pessoas do primeiro século.
    Ñ podemos negar q esse tema é propósital, vários autores abordam o assunto para fazer sua obra ter sucesso com coisas fictícias q enganam pessoas leigas ;)

    Responder
  8. Nya

    só fico me perguntando o q esse livro q non tem nada a ver está fazendo aqui no potterish…
    [idem no darllan]

    Responder
  9. Piqui

    Já li O Segredo do Anel.
    Achei interessante, pois gosto desse tipo de livro. Mas não é de longe um dos meus favoritos.
    Ele segue a idéia do Dan Brown sobre Maria Madalena. Tem coisas bem parecidas, a propósito.
    É um bom livro.

    Responder
  10. Leo Scarpa

    eu adoro livros de misterios sobre cristianismo.
    adorei a resenha, muito bem dita e expressa de um jeito nao casativo.
    parabens Debora, pela escolha do livro e pelo trabalho feito!

    Responder
  11. Anne

    misterio ninguem nunca sabe a verdadeira resposta

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *