Nota do resenhista Paris é a cidade das luzes e do romantismo, um ótimo lugar para começar um novo emprego e conhecer um novo amor, tudo regado a muito vinho!



   Tempo: Um final de semana ocioso.


   Finalidade: Para rir.


   Restrição: Para quem tem menos de 18 anos.


   Princípios ativos: Viagem, sexo, álcool, drogas, namoro, Paris.



Aconteceu em Paris, de Molly Hopkins.

Desempregada, com uma dívida de nove mil reais no cheque especial e solteira, Evie Dexter não sabe o que fazer. Sua vida inteira se resume a fazer comprar e ficar bêbada, sempre na companhia de sua melhor amiga e colega de quarto, Lulu. Determinada a dar uma guinada em sua vida, ela decide arranjar um emprego totalmente diferente do que tinha antes, uma ocupação que a faça sentir-se realizada e que lhe dê prazer. E a inspiração acaba vinda de um programa de televisão: guia turística! Como ela nunca pensou nisso antes? É perfeito, ela vai ganhar dinheiro para viajar e conhecer outros países! Empolgada com a idéia, ela logo começa a pesquisar sobre o assunto, dar uma “floreada” em seu currículo e contatar agências de viagem.
Mesmo sem saber nada sobre ser guia turística, ela acaba conseguindo uma vaga para trabalhar em uma viagem de fim de semana para Paris. Só que as coisas não começam muito bem, ela esquece a bolsa em casa e não consegue nem se lembrar qual o nome da agência de viagens para qual está trabalhando, além do fato de não saber absolutamente nada sobre Paris… Mas tudo se ajeita quando ela conhece Rob, o motorista sexy e bonitão responsável pela sua excursão.
Embalados pelo clima da cidade mais romântica do mundo, os dois logo começam uma paixão. Mas engana-se quem pensa que esse é um livro romântico, não se deixa enganar pela capa, o livro está bem mais para uma comédia, com todas as loucuras em que Evie se mete, sempre regadas a muito vinho e muito gim tônica. Além de poder ser considerado um livro proibido para menores, se é que vocês me entendem.
O livro acaba pecando em personagens mal construídos, com personalidades fracas, a narrativa é enrolada e o livro podia facilmente ser reduzido à metade, já que na maioria dos capítulos, nada de novo acontece, se tornando um livro muito repetitivo e enfadonho. E o protagonista Rob, não me agradou nem um pouco, o romance acontece de forma muito súbita, sem que dê tempo de você “comprar” o casal e se afeiçoar aos personagens, e o motorista é extremamente machista e controlador, e a Envie uma garota sem opinião própria e muito fútil, deixou a desejar.
“Aconteceu em Paris” é uma tentativa de misturar comédia com romance que não deu muito certo. Algumas passagens são bem engraçadas, então pode ser um livro válido para aqueles momentos de tédio em que você só quer passar o tempo, mas a parte do romance é muito falha.

Resenhado por Mariana Arantes.

480 páginas, Editora Novo Conceito, publicado em 2013.
*Título Original: It happened in Paris