Nota do resenhista:  Um padre atormentado, o Apocalipse iminente e o retorno de Cristo à Terra. Com esses elementos instigantes e cheios de mistério, Ricardo Valverde nos faz percorrer lugares intrigantes nessa grande jornada de autoconhecimento. Saibam mais sobre essa incrível viagem ao Monte Negev na resenha de Marcus Siani.

 

 

Tempo: de um fôlego, o livro é pequeno e o recurso de pequenos capítulos dinamiza a leitura.
Finalidade:  reflexão sobre a temporalidade, o fim e a morte.
Restrição: obviamente para quem não curte histórias sobre o fim do mundo.
Princípios ativos: redenção, fé, morte, vida , renascimento

 O Segredo do Monte Negev, por Ricardo Valverde

2012__O_SEGREDO_DO_MONTE_NEGEV_1325689358PNo ano passado, vivemos a iminência do “fim do mundo” principalmente por conta da popularidade com que o calendário maia e seus mistérios foram divulgados na mídia. Como isso não acorreu (ainda) e estamos aqui para ler cada vez mais, é meu dever passar as impressões que tive do que ando lendo. Assim, muitas obras especulativas foram publicadas sobre o assunto além de obras ficcionais. É nesse contexto de “fim dos tempos” que podemos situar o romance de Ricardo Valverde. O autor já tem outros quatro livros publicados e um sexto no prelo. 2012-O Segredo do Monte Negev (Ed. Novo Século-2012) tem ligação com seu livro anterior: O Menino que previu o Apocalipse, apesar de serem obras independentes.

Curiosamente e talvez uma grande sacada reside no fato do autor fugir da temática do calendário maia e abordar o fim do mundo sob outro viés. Em 2012- O Segredo do Monte Negev nos é contada a história do padre italiano Horácio que recebe uma missão importante em que deve resgatar um artefato onde está inscrita uma antiga profecia que fala da segunda vinda de Cristo ao nosso planeta e o fim do mundo. Como costumo fazer em minhas resenhas, evito entrar em maiores detalhes sobre a história para não estragar o momento das descobertas do leitor. Momento este que é a verdadeira essência do prazer de ler.

O livro nos mostra toda a jornada de padre Horácio nessa empreitada , as forças que tentam impedi-lo de executar tão importante missão e seus aliados nessa busca. Acho que o grande trunfo do livro é trabalhar com um tema que está no nosso imaginário: o Apocalipse e todas as suas implicações. Ricardo Valverde constrói um personagem que, a despeito de ser um religioso, têm suas dúvidas, medos e receios como qualquer um de nós. Narrado na primeira pessoa, esses conflitos ficam mais aparentes e nos aproximam do protagonista.  A opção de poucos personagens dá agilidade à trama, deixando-a coesa e enxuta. Também as ambientações em várias partes do mundo nos faz viajar com o Padre Horácio. Itália, Egito e Israel são pintados com a eficácia de quem já esteve nesses lugares. Tal fato confere veracidade ao que está sendo narrado.

Não consideraria a obra como ficção fantástica, talvez pudéssemos chamar de um romance místico. Contudo podem ficar tranquilos, não há nenhuma doutrinação de qualquer espécie. É um livro que trata de questões fundamentais que nos acompanham há tanto tempo: o que será do futuro e como será o fim.

Com um final surpreendente e um texto muito bem escrito 2012-O Segredo do Monte Negev é um a ótima pedida (mesmo que já estejamos em 2013!!) para quem gosta de mistérios milenares além de apoiar nossos jovens autores que estão marcando com talento seu lugar na literatura nacional.

Por: Marcus Siani

Editora Novo Século, publicado em 2012.