O mundo paralelo de Meigan

Uma história de aventura situada numa cidade fictícia que está sendo invadida pelos por habitantes de Cartago. Em meio a mortes e perdas, a jovem Maya Muskaf fica com a responsabilidade de comandar seu povo.

Não se trata de uma ficção escrita nos EUA ou na Europa, mas sim aqui no Brasil. Leia a a resenha de Natallie Alcantara sobre o livro de Roberta Spindler e Oriana Comesanha e deixe seu comentário.

“Contos de Meigan: a fúria dos cártagos”, de Roberta Spindler e Oriana Comesanha

tempoTempo: para ler de um tiro só no fim de semana
indicacaoFinalidade: para ficar na ponta da cadeira
restricaoRestrição: para quem não gosta de perder tempo com longas descrições
principioPrincípios ativos: fantasia, mundo paralelo, Meigan, magia.

barra

Um mundo onde guardiões poderosos protegem os habitantes dos traidores cártagos, de repente, vira de cabeça para baixo. E a futura governante precisa aprender muito para desempenhar seu papel da forma certa. No meio disso tudo, romance, guerras, traições, muito sofrimento e um aprendizado intenso. Um mundo paralelo, repleto de magia, criaturas fantásticas, leis próprias, romances proibidos… Isso pode soar familiar, e talvez até seja, mas o mundo de Meigan não é como nada que já se tenha conhecido. Para conhecer, é só ler.

meigan

Maya Muskaf está voltando para Meigan após um longo período de ausência. Há um tempo ela e sua mãe não se falam, ambas magoadas por brigas do passado. Agora, ela está de volta, ansiosa para ver Katur, capital de Meigan, e sua mãe Liza mais uma vez. No entanto, durante a viagem, a caravana da qual faz parte encontra um dos portões no Solo Sagrado destruído e corpos por todo o lado.

Um dos mortos Maya reconhece muito bem e percebe que a situação é grave: os cártagos conseguiram invadir Katur, mesmo com os guardiões lutando para impedir. No meio da luta, a garota é salva por um deles e ambos correm para a cidade, mas acabam chegando tarde demais. Com a morte de sua mãe, Maya deve assumir o cargo de Shyrat, mas não se sente preparada para isso.

Na verdade, o que ela mais queria era se vingar pelo assassinato da mãe, Embarcando em uma viagem louca, ela conhece Keyth e descobre mais do que gostaria sobre o guardião que a protege. Quando finalmente se sente preparada para assumir o cargo de sua mãe, um acontecimento inesperado faz com que seu mundo vire de cabeça para baixo. Será que Maya conseguirá derrotar os cártagos e assumir seu lugar como Shyrat? E o que será dos guardiões e Seth?

Um dos melhores títulos que a Dracaena já publicou. O livro contém todos os elementos que uma excelente fantasia deve ter: lugares sagrados, poderes sobrenaturais que regem o mundo, personagens enigmáticos e cativantes, dimensões paralelas, um romance proibido… Roberta Spindler e Oriana Comesanha são duas escritoras paraenses que se aventuraram com sucesso no mundo da literatura fantástica. E o resultado é uma história que prende a atenção desde o início e deixa um gosto de quero mais, tornando esse livro uma excelente leitura para os apaixonados por fantasia.

Resenhado por Natallie Alcantara

*617 páginas, Editora Dracaena, publicado em 2011.

Sobre o autor

3 Comentários

  1. Thomas William

    Muito bom! Realmente é a cultura brasileira evoluindo!!!! o/

    Responder
  2. Manu

    Uaaal
    Parece bem legal
    Agora fiquei com vontade de ler

    Responder
  3. Rodrigo Arturo Black

    Eu não tenho certeza, mas acho que já vi um colega meu com esse livro… Deve ser bom, vou lê-lo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *