Selecione a página

[Resenha] Um clássico para várias leituras

[Resenha] Um clássico para várias leituras

“-Desenha-me um carneiro…” – É essa frase inusitada que marca o primeiro contato entre o narrador do romance, um aviador, e o pequeno príncipe, habitante do pequeno planeta B 612. O encontro acontece no Deserto do Saara, quando o avião do narrador tem um problema técnico e ele precisa de um pouso de emergência para tentar consertá-lo. Através dos pedidos e indagações do jovem príncipe, sua história vai sendo revelada. Ele habitava um planeta tão pequeno que só havia três vulcões e uma rosa orgulhosa, sua única companheira. Após problemas com a rosa, ele resolveu viajar com um cometa, visitando vários planetas, sendo a Terra o último. Conversando com os personagens que cruzam o seu caminho, o pequeno príncipe questiona as prioridades que as pessoas colocam na vida e a importância dos relacionamentos.

separador maior



tempo   Tempo: Para ler de um tiro só no fim de semana.

finalidade   Finalidade: Para pensar.

restricao   Restrição: Para quem não suporta melodrama.

principioativo   Princípios ativos: Infância, Relacionamento, Vida, Reflexão, Imaginação.


separador maior

O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry
 

“O Pequeno Príncipe” é a obra mais conhecida do francês Antoine Saint-Exúpery, escrita na década de 40 durante o seu exílio nos Estados Unidos. De leitura aparentemente fácil, com vocábulos simples e frases curtas, o livro é considerado por muitos um romance infantil. Não é bem assim. Seria mais correto defini-lo como um livro sobre a infância, dedicado à criança que todo mundo foi um dia – é, antes de tudo, uma crítica aos valores perdidos na infância e aos costumes questionáveis cultuados na vida adulta.

Através da viagem do pequeno príncipe, em pequenos quadros, aparecem personagens cujos propósitos são questionáveis, como o geógrafo que não conhece o seu próprio país, o homem sério que só tem tempo para as contas e o bêbado que nem se lembra mais o que gostaria de esquecer. Também é muito trabalhado o tema dos relacionamentos, marcado pelo célebre discurso da raposa – “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”.

“O Pequeno Príncipe” é um livro para ser lido e relido, nas mais variadas idades. Ele traz lições importantes, instigando a reflexão sobre a infância e a vida adulta. É um livro poético, capaz de resgatar parcela da beleza e simplicidade da infância nos leitores sensíveis.

Resenhado por Gabriela Alkmin

144 páginas, Editora Agir, publicado em 2002.
*Título original: “Le Petit Prince”. Publicado originalmente em 1943.

Sobre o autor

12 Comentários

  1. Ana Carolina Mendonça

    Eu realmente gosto desse livro.

    Responder
  2. Letícia

    Muito muito bem dito :]

    Responder
  3. Ana Carolina Mendonça

    E acredito sinceramente que Harry Potter se tornará um clássico, assim como O Senhor dos Anéis e outras raríssimas séries que podem ser levadas a sério.

    Responder
  4. Rildo

    Vixi, todo mundo me diz pra ler esse livro porque dizem que eu vou gostar, agora que vi a resenha do ish eu vou ler sim!

    Ish, vocês sabiam que o escritor brasileiro Augusto Cury, fez um livro chamado: “Escola Da Vida – Harry Potter No Mundo Real”.
    O livro não tem nada haver com Harry Potter, só é usado como título para que as pessoas entendam que do mesmo jeito que Harry tem que trabalhar em grupo para combater o mal, nós, na vida real também temos!

    Seria uma boa vocês fazerem a análise desse livro de Augusto Cury, até porque tem o nosso querido Harry envolvido né! Ou senão, qualquer livro de Augusto Cury seria uma boa, já que ele é um psicólogo, cristão que já foi ateu e um homem muito inteligente, então recomendo! :D

    Responder
  5. Joanna

    Eu li esse livro do Augusto Cury. Me chamou atenção por ter Harry como título, mas eu o achei muito parecido com outro livro dele, “Nunca desista de seus sonhos.”

    Boa pedida, O Pequeno Príncipe.
    :D

    Responder
  6. Deh

    *______________*

    O Pequeno Príncipe eh um livro mto perfeito.. pretendo relê-lo ^^

    adorei a resenha! =D parabens!!

    Responder
  7. Phe Brito

    tentei mandar pelo local destinado a isso, mas a mensagem nao foi enviada, entao, posto aqui:

    indico do Julio Verne: Viagem ao Centro da Terra, 20mil léguas submarinas, A volta ao mundo em 80 dias, O Farol do fim do mundo, A Ilha a hélice, Viagem a Lua, Paris no séxulo XX, Da terra a lua, A jangada,

    Michael Ende: A história sem fim, Momo e o senhor do tempo

    Responder
  8. Sheila

    Oi Phe!
    Está anotado
    Bjs

    Responder
  9. Piqui

    Adoro O Pequeno Principe. Ainda tenho a minha jurássica fita cassete do filme.

    Responder
  10. Taís

    O Pequeno Príncipe é meu livro favorito, foi paixão à primeira leitura! Eu recomendo!

    Adorei a resenha, está à altura do obra citada.

    Responder
  11. Anne

    nao gostei

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *