A vida após a morte

A literatura chamada de auto-ajuda constantemente sofre muitas críticas, por suas fórmulas fáceis. Porém, trata-se de um ramo de sucesso e marca presente nas Resenhas do Ish. Se bem que, de acordo com nosso resenhista Léo Scarpa, o gênero de “A Cabana” não é muito definido.

De qualquer forma, a obra de William P. Young fala sobre as mudanças nas vidas das pessoas e como seguir em frente após um trauma. Leia o texto e deixe seu comentário!

“A Cabana”, William P. Young

tempoTempo: exige muito tempo e dedicação
indicacaoFinalidade: para ficar na ponta da cadeira
restricaoRestrição: para quem tem dificuldades com pontos de vista alternativos
principioPrincípios ativos: Deus, cristianismo, amor, perdão, mudança de vida.

barra

Mais de três anos após sua filha caçula ser seqüestrada e brutalmente assassinada em um acampamento, Mackenzie – Mack para os íntimos – recebe um bilhete em um dia de inverno, marcando um encontro na cabana onde fora encontrado apenas o vestido ensangüentado que Missy usava no dia. O bilhete, assinado pelo modo carinhoso que sua mulher costumava se relacionar com Deus, marcava o encontro no próximo final de semana.

a cabana

“A Cabana”, livro publicado nos EUA em 2007 no Brasil em 2008 pela Editora Sextante, é por muitos considerado um livro de auto-ajuda e por outros, de ficção ou de mudança de vida. Uma coisa é certa, a obra, que foi publicado por uma editora pequena nos EUA, conquistou fãs de imediato, desde lá está na lista dos “Tops” e já pode ser considerado um Best-Seller.

“…Será que alguma daquelas pessoas era Deus? E se fossem alucinações? Ou será que Deus viria mais tarde? Já que eram três, talvez aquilo fosse uma espécie de Trindade. Mas duas mulheres e um homem? E nenhum deles era branco? Mas por que ele havia presumido que Deus seria branco?…” Esse trecho do livro parece fazer perguntas que povos de todas as épocas e regiões do mundo sempre se fizeram. Perguntas essas que o autor do livro tenta nos esclarecer.

William P. Young autor e personagem do livro, tenta nos ensinar lições de vida através e representando sempre o amor e o perdão do Criador. Alguns produtores de cinema já querem adaptar o livro em filme, mas preferem esperar a venda de mais exemplares para poderem ter a certeza do sucesso do longa metragem.

Um grupo de fãs de A Cabana, está convencido de que a obra de William P. Young merece ser lida pelo maior numero possível de pessoas. Esse é um dos argumentos da criação do “Projeto Missy”, que pede com a colaboração dos leitores a espalharem a obra, para que mais pessoas possam conhecê-la.

Sobre o bilhete que marcou o encontro no final de semana, muitos acreditam que foi resultado dos dias em que Mack ficou inconsciente, outros dão crédito a história dele, mas, a verdade, apenas Mackenzie conhece.

Resenhado por Léo Scarpa

240 páginas, Editora Sextante, primeira edição em 2008.
*Título original: The Shack. Publicado originalmente em 2007.

Sobre o autor

14 Comentários

  1. Cayo César

    É realmente um ótimo livro :}

    Responder
  2. Amanda

    Já li esse livro é realmente emocionante… recomendo a todos que leiam. ;)

    Responder
  3. Monique França

    Esse livro é perfeito. Recomendo a todos.

    Responder
  4. Mandddhy

    Eu já li esse livro,e achei maravilhoso. Realmente um livro estupendo,acho que seria uma boa ideia fazer longa dele

    Responder
  5. Alvo

    Achei um livro muito pedante, sei lá. Gostei não.

    Responder
  6. Matheus Marchiori

    Suas resenhas continuam evoluindo… continue assim

    Responder
  7. Matheus Marchiori

    Voce continua evoluindo em suas resenhas, muito bem, continue assim. Essa foi a mais bem trabalhada/ordenada/pesquisada/montada de todas ;) Parabéns

    Responder
  8. Angel Sanches

    Eu tenho este livro!É super legal!

    Responder
  9. Luisa W

    Eu gostei, e não gostei desse livro.
    O início é bom, o meio achei um pouco redundante, e me emocionei com o fim.
    Mas realmente aconselho que as pessoas leiam esse livro, pois a mensagem que ele traz é realmente maravilhosa!

    Ótima resenha! :D

    Responder
  10. Kafka

    Odiei esse livro, lição de moral barata encontrada em genericos, o autor aborda um tema oposto ao que realmente interessaria no enredo, pode até emocionar a alguns, mas a mim, parece um livro de conceitos manjados…

    E alem do mais, sou ateu x.x

    Responder
  11. Brunna Cassales

    Não é qualquer livro que proporciona ao leitor o que “A Cabana” proporciona. É um livro tão arrebatador quanto transformador. Não há um capítulo em que eu não tenha me emocionado.

    Sim, “A Cabana” passa uma mensagem realmente maravilhosa sobre o amor de Deus e o amor a Deus; sobre dor e perda; sobre sabedoria e sobre perdão. Todo mundo devia dedicar um pouquinho do seu tempo para ler este livro e recomendá-lo.

    Pessoalmente, eu fico muito feliz com o pouquinho que já contribuí para o “Projeto Missy”. Quero muito, um dia, reler “A Cabana”.

    Responder
  12. Brunna Cassales

    Ah, parabéns pela resenha! ^^
    E espero que o livro seja adaptado em breve, vê-lo no cinema será uma experiência sem igual.

    Responder
  13. Bia Anchão Oliveira

    Olá a todos!

    Olha, li o livro, e achei ele realmente muito bom, porém ele fica batendo nessa tecla de Deus e tal. Para quem não crê em Deus, fica meio complicado gostar do livro. Alias Léo Scarpa, parabéns pela resenha, muito completa…. :D

    Responder
  14. Anne

    enho este livro aki em casa , nao gosto de livros de auto ajuda , portanto nao li e nem pretendo ler

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *